Google+ Followers

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

POLÍTICA - Reforma da Previdência - um escárnio!

A imprensa, afinal, acordou para o “Fator 114”?

49
A imagem aí de cima é da home do Estadão, neste momento.
Desde ontem, bem cedo, o Tijolaço está mostrando que está se propondo uma regra escravagista para a aposentadoria.
É a mesma na Folha e n’O Globo.
Não por “furo de reportagem”, porque a informação já estava nos jornais, mas por falta de sensibilidade (ou de interesse) de seus editores em destacarem o assunto.
Porque você pode imaginar o efeito dos jornais pendurados nas bancas:

APOSENTADORIA INTEGRAL SÓ COM 49 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

É um salto brutal de 19 anos a mais sobre o fatos 85/95 que, há pouco mais de um ano, o Congresso queria reduzir para 80/90.
São 19 anos a mais no caso dos homens, 24 anos no das mulheres.
Uma monstruosidade para com todos os homens com menos de 50 anos e mulheres com menos de 45.
Isso se a regra não for aplicável a quem cai nas regras de transição, o que não está claro.
É, na prática, a abolição da aposentadoria com a integralidade do valor sobre o qual se contribuiu – e olha que isso já se corrói com o tempo,
Repito o exemplo que dei: quem se aposenta com 65 anos de idade e 35 de contribuição leva apenas 76% do que teria direito.
Mesmo que isso não seja aprovado, revela o grau de crueldade de quem formulou esta proposta.

Nenhum comentário: