Google+ Followers

segunda-feira, 5 de junho de 2017

POLÍTICA - "Não dá pra comprar uma nação inteira".

Precisamos dizer a verdade: quem quer “Diretas Já” na verdade só quer botar o Lula lá. Sim, eles acham que enganam, mas existe um plano claro: primeiro derrubam o Temer, depois põem o povo pra votar no Lula. Sim, tudo já foi combinado com o povo. Se for provado que o povo tá nessa, vai ser a primeira vez que 140 milhões de pessoas conspiraram juntas. “Não dá pra comprar uma nação inteira.” O que seria o Bolsa Família senão um mega esquema de compra de voto?
Há quem chame esse processo de conspiração coletiva por outro nome: democracia. Eu chamo de golpe mesmo. Não é porque o povo tá envolvido nessa que não é golpe. É um golpe democrático, mas é golpe, porque o povo não consultou o principal mandatário da nação: o mercado.
Eleição direta, pra mim, seria se o mercado escolhesse diretamente o presidente. Quando o povo vota, a eleição deixa de ser direta, porque tá passando por cima dos investidores. E dá um puta trabalho depois. Tem que inflar um pato, tirar o presidente, desinflar o pato, botar outro presidente. Por isso proponho eleições diretas de verdade: reúne o PIB e deixa ele escolher. Vai poupar trabalho pra todo o mundo.

Nenhum comentário: