Google+ Followers

sábado, 25 de março de 2017

POLÍTICA - Carta aberta ao Dr. Moro.

Carta aberta ao juiz de primeira instância Sérgio Fernando Moro


moro
Por Francisco Costa
Excelência, quero parabenizá-lo pela maneira como vem conduzindo a chamada Operação Lava Jato, melhor não poderia ser, para desagrado de uns tantos ingratos, que não vêem no Senhor a notória imparcialidade, o que caracteriza os juízes justos, nobres, capazes de dignificar a profissão.
Por mais que reclamem o senhor está correto em decretar a prisão preventiva de Aécio Neves, afinal foram cinco denúncias, feitas por cinco beneficiários da delação premiada, diferentes, enriquecidas por mais dezesseis citações do Senador Delcídio Amaral.
Mais tranqüilo fiquei quando vi o Japonês da Federal conduzindo o Senador Álvaro Dias, quase sócio de Alberto Youssef, fazendo uso sistemático do jatinho do doleiro, atitude que mais o enobrece, porque dois amigos seus, de longa data.
Emoção maior, no entanto surpreendeu-me quando vi o ex presidente preso, mas também… Se somarmos os dois apartamentos em São Paulo, um em Nova Iorque e outro, em Paris, mais a fazenda, cálculos elementares mostram que ele teria que ter acumulado os salários de presidente da república e professor universitário por quase trezentos anos.
Sei que ele é um ancião, mas não acredito que tenha essa idade toda, o senhor fez bem em prendê-lo e, melhor ainda, exigir condução coercitiva, afinal o Nestor Cerveró foi bastante claro, diante do Senhor: “dei cento e cinqüenta milhões de dólares a FHC, a minha comissão foi de trezentos mil dólares”, o Senhor não poderia deixar passar mesmo.
Duas dúvidas me incomodam, Excelência: como o Senhor vai conseguir tantas vagas nas penitenciárias, para colocar os tucanos e os empresários titulares daquelas oito mil e seiscentas contas no HSBC suíço? E os sonegadores que estão na Zelotes? Isso mesmo, não perdoe: Itaú, Globo, Gerdau…
A minha segunda dúvida é: agora que o Senhor descobriu que a Lavanderia Mossak é a laranja dos irmãos Marinho, naquela mansão construída em terras da União, em área de preservação ambiental, o que irá fazer? Mandar derrubar e reconstituir a floresta? Estou curioso da sua sentença, ainda mais que houve omissão de patrimônio. Pau neles, Doutor!
Fico por aqui, na torcida, e não se preocupe com essa história de golpe, com esses fascistas querendo entregar o país aos Estados Unidos, são uns vendilhões da pátria, Excelência, por muito menos em outros países já teriam sido fuzilados.
Saudações ao senhor, dê um abraço no Japonês e no Gilmar Mendes, no Conserino também.
Um abraço desse seu incondicional fã, com máscara de Moro e tudo, na Paulista, uma homenagem ao meu ídolo super herói, nacionalista amigo da Petrobras, inimigo da Shell e da Chevron.
Francisco Costa
Rio, 19/03/2016.

Nenhum comentário: