Google+ Followers

segunda-feira, 24 de abril de 2017

POLÍTICA -

Os fuzis de Bolsonaro e a chacina de Taquaruçu

colniza
O senhor Jair Bolsonaro defende abertamente que aos proprietários rurais deve ser concedido o direito de portarem fuzis para “defenderem suas propriedades”.
Como não se tem notícia de que os perigosos “sem terra” estejam invadindo sítios ou fazendolas, onde a produção baste apenas para sustentar, mesmo que em  padrão de classe média, apenas uma ou duas famílias, não é para estes que a proposta se destina, salvo por acorrer ao clima histérico de que as invasões de terra são indiscriminadas .
Elas se voltam para as grandes propriedades, e os grandes proprietários não precisam sequer de uma garrucha, que dirá de um M-16.
Não precisam porque têm do mais grosso calibre de armamento, que é o dinheiro.
Com ele, há décadas, contratam suas milícias, seus capangas, seus jagunços.
Eles não precisam de fuzis.
Os nove trabalhadores que se noticia foram assassinados em Taquaruçu do Norte, município Colniza, no Mato Grosso, morreram em suas mãos: amarrados, torturados e, finalmente, assassinados a golpes de facão e com meras espingardas calibre 12 – arma, em tese, de defesa ( com tiro de curto alcance), mas letal em ataques de surpresa.
O campo nunca encerrou sua safra de mortes, mesmo sem eles.
Os fuzis que Bolsonaro quer distribuir são um pleonasmo.
Não é preciso deles para que se façam chacinas assim.

Nenhum comentário: