Google+ Followers

terça-feira, 4 de abril de 2017

POLÍTICA - O Karma do golpe.

Guilherme Coutinho
Servidor público federal, formado em comunicação, com pós-graduação em direito público

O Karma do golpe: Dilma é aclamada e golpistas sucumbem um a um

Em um mês, Dilma cumpriu uma agenda apertada: participou de conferências em Genebra,  lotou palestras em Lisboa, participou da histórica inauguração da transposição do Velho Chico, na Paraíba. Sempre ovacionada e respeitada como Chefe de Estado. Nesse mesmo período, Cunha,já  preso, foi condenado a 15 anos de reclusão, a aprovação do governo de Temer caiu para calamitosos dez por cento e agora Aécio está sendo denunciado até pela grande mídia. Ação e reação. Todos colhendo o que plantaram.  É o karma do golpe.
Dilma segue sua rotina porque não tem do que se envergonhar. Foi deposta injustamente por políticos corruptos que estão acabando com o país. Eduardo Cunha, o maior responsável pela abertura do processo de impeachment, tão poderoso há menos de um ano, perdeu o mandato, está encarcerado e condenado por três crimes na Lava Jato. E a situação do “malvado favorito” pode piorar: seus bens continuam bloqueados na Suíça e sua esposa e filha, também investigadas, poderão ser presas em breve.
Enquanto Dilma e Lula sempre foram extremamente investigados e perseguidos pela grande mídia, outro grande articulador do golpe sempre havia sidopoupado. Pelo menos até essa semana. Aécio Neves, que nunca aceitou a derrota nas urnas para a primeira mulher presidente no Brasil, está tão envolvido em esquemas espúrios, que até sua indefectível blindagem parece ter acabado.  A Veja conhecida por sua cortesia com a tucanada, estampou os famigerados “esquemas do Aécio” em sua capa.
Por fim, o golpista em pessoa, Michel Temer, amarga uma reprovação colossal de seu (des)governo, e trava uma briga suja de bastidores com caciques de seu próprio partido. Ainda tem o julgamento no TSE : Temer poderá perder o cargo que nunca foi seu de direito. Enquanto isso, Dilma segue sua vida normal, de cabeça erguida, com a certeza  que estará do lado certo da história quando ela for contada. E continua dando suas pedaladas: em sua bicicleta, pelas ruas de Porto Alegre.

Nenhum comentário: