Google+ Followers

terça-feira, 25 de outubro de 2016

POLÍTICA - A obsessão para prender o Lula.

IndustriALL Global Union
Apontado pelo delegado Filipe Hille Pace, da Polícia Federal, como a pessoa correspondente ao apelido "amigo", que constava em uma planilha de pagamentos da Odebrecht, e que teria recebido R$ 23 milhões, o ex-presidente afirmou, por meio de sua defesa, que "a Lava Jato não apresentou qualquer prova que possa dar sustentação às acusações"; para os advogados de Lula, "uma autoridade que não é a responsável pelas investigações em relação a Lula emitiu sua 'convicção', sem lastro, para atacar a honra e a reputação do ex-Presidente"; "Tal posicionamento não pode, assim, ser tratado como oficial, mas tão somente como a indevida e inconsequente opinião de um membro da Polícia Federal", afirmam

24 de Outubro de 2016 às 18:28 // Receba o 247 no Telegram Telegram

Nenhum comentário: