segunda-feira, 17 de outubro de 2016

POLÍTICA - Ciro Gomes e o Dr. Moro.

247 - O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), em seu tradicional estilo sem papas nas língua, criticou as sapatadas que o deputado cassado Eduardo Cunha levou na semana passada no aeroporto Santos Dumont, no Rio. Ao comentar o episódio, Ciro criticou o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, por manter Cunha em liberdade: "omissão fascista". A informação é do Estado de S.Paulo.
"Com seu estilo sem papas na língua, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) criticou as sapatadas dadas no ex-deputado Eduardo Cunha. “Bater ou agredir fisicamente seja quem for… fascismo descabido”.
Apesar disso, criticou o juiz Sérgio Moro por deixar Eduardo Cunha solto: “omissão fascista do Moro”."

Um comentário:

João Luiz disse...

¿Ciro Gomes, hein?

Ciro está desbocado.
Xinga Michel Temer. Xinga Lula; mas imediatamente, em seguida, puxa-saco.
Ele esquece (ou por ser velho, desconhece) que agora temos a internet; YouTube para checar e LEMBRAR do passado. Checar o presente etc. E comparar momentos. Dá "tiro" pra todo lado. Ruim político. Tudo para ele É GOLPE (clichês & clichezaços). Utiliza apenas disso.

Bom... Eis:

OS INTELIGENTINHOS do PE-TIS-MO, DA SOCIEDADE CIVIL -- estudantes, professores universitários, jornalistas, cineastas, artistas, blogueiros, cantorzinhos tipo Chico BUARQUE etc.

Faça o favor! Num JANTAR DE INTELIGENTINHOS faça o seguinte:

«Chegue num jantar de inteligentinhos e, por exemplo, defenda a LAVA-JATO. Haha. Você vai VER o que vai acontecer com você, né? Vão olhar TORTO pra você achando que, de repente, você é dono de um banco, alguém assim! E não alguém que trabalha duro para sobreviver e, por isso, SEMPRE SEMPRE desconfia de quem não o faz.»


Ciro é inteligentinho.